Emmanuel - Flávio Venturini e Milton Nascimento

25 de mar de 2013

Alento para Auxiliar

PRECE ALENTO PARA AUXILIAR

Pai Celeste, Amado e Soberano, que consigamos seguir Vossos preceitos e assim encontrarmos a diretriz necessária para caminharmos corretamente na serventia do Bem e do amor ao próximo.
Fazei com que tenhamos a sabedoria necessária para evitarmos as facilidades desvirtuadas da vida física, que em muito atrasam nosso processo evolutivo.
Que nos momentos aflitivos e conturbados de nossa existência, consigamos manter o equilíbrio e a sobriedade, evitando assim um desgaste desnecessário de energia e uma rebeldia infundada, pois sabemos que Vós nunca nos abandonastes.
Que tenhamos a compaixão, a benevolência e a indulgência para com o próximo, que saibamos aproveitar o momento da colheita, e assim preparar um novo plantio na seara de nosso coração com sementes de caridade e de esperança.
Que mesmo com o peso do próprio fardo em nossos ombros, possamos nos curvar e segurar na mão do necessitado, para guiá-lo na jornada da brandura e no caminho da elevação espiritual.
Que na certeza da Divina Providencia, possamos perseverar na propagação de Vossas Dádivas e perpetuar o regozijo em Vossas obras.
Que tenhamos em Cristo o exemplo a ser seguido da humildade verdadeira e da Fé inabalável.

(Aquiles Cunha)
A Dádiva do Amor Divino 
Autores: Espíritos Diversos
Psicografia: Alessandro Micussi Simões
 

24 de mar de 2013

Vencer o Mal

VENCER O MAL

“Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem.” – Paulo.
(Romanos, 12:21.)

Comumente empregamos a expressão “guerrear o mal”, como se bastassem nossas atitudes mais fortes para exterminá-lo e vencê-lo. Sem dúvida, semelhante conceituação não é de todo imprópria, porque, em muitas circunstâncias, para limitá-lo não podemos dispensar vigilância e firmeza.
Ainda assim, muitas vezes, zurzindo-lhe as manifestações com violência, criamos outros males a se expressarem através de feridas que apenas o bálsamo do tempo consegue cicatrizar.
O apóstolo, contudo, é claro na fórmula precisa ao verdadeiro triunfo.
“Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem”.
Perseguir, quase sempre, é fomentar.
O melhor processo de extinguir a calúnia e a maledicência é confiar nosso próprio verbo à desculpa e à bondade. O recurso mais eficiente contra a preguiça é o nosso exemplo firme no trabalho constante. O meio mais seguro de reajustar aqueles que desajudam ao próximo é ajudar incessantemente. O remédio contra a maldição é a bênção. Os antídotos para o veneno da injúria são a paz do silêncio e o socorro da prece.
Por isso mesmo, Jesus ensinou:
“Amai os vossos inimigos.
Bendizei os que vos maldizem.
Orai por aqueles que vos maltratam e caluniam.
Perdoai setenta vezes sete.
Ofertai amor aos que vos odeiam”.
Podemos, pois, muitas vezes, combater o mal para circunscrever-lhe a órbita de ação, mas a única maneira de alcançar a perfeita vitória sobre ele será sempre a nossa perfeita consagração ao bem irrestrito.

Palavras de Vida Eterna  – Chico Xavier e Emmanuel
 

Entendimento

ENTENDIMENTO

O cultivador do campo não prescinde do arado com que sulcará o corpo da gleba.
O estatuário recorrerá ao buril para afeiçoar o mármore à idéia criadora que lhe inflama a cabeça.
A criatura interessada na produção de reflexos mentais protetores de sua senda não dispensará o entendimento por alicerce do trabalho renovador.
Entendimento que simbolize fraternidade operante.
Simpatia que se converta em fulcro de força atrativa, exteriorizando-nos a melhor parte, para que a melhor parte dos outros se exteriorize ao nosso encontro.
Todos somos compulsoriamente envolvidos na onda mental que emitimos de nós, em regime de circuito natural.
Categorizamo-nos bons ou maus, conforme o uso de nossos sentimentos e pensamentos, que, no fundo, constituem cargas de energia eletromagnética, com as quais ferimos ou acalentamos, ajudamos ou prejudicamos, vitalizamos ou destruimos, e que voltam, invariavelmente, a nós mesmos, impregnadas dos recursos felizes ou infelizes com que lhes marcamos a rota.
Quando coléricos e irritadiços, agressivos e ásperos para com os outros, criamos por atividade reflexa o desalento e a intemperança, a crueldade e a secura para nós mesmos, e, quando generosos e compreensivos, prestimosos e úteis para com aqueles que nos cercam, criamos, conseqüentemente, a alegria e a tranqüilidade, a segurança e o bom ânimo para nós próprios.
Responde-nos a vida em todas as coisas e em todas as criaturas, segundo a natureza de nosso chamamento.
Até o ingresso na Consciência Cósmica, todos os seres se distinguem pela face de luz com que se alteiam para os cimos da evolução e pela face de sombra pela qual ainda sofrem a influência da retaguarda.
A própria posição vulgar do homem na Terra vale por símbolo dessa condição específica. Por cima o fulgor pleno do Sol, por baixo a escuridade do abismo.
Todos recolhemos do Pai Celeste os estimulos ao futuro e todos padecemos os reflexos do passado a se nos projetarem sobre a existência.
Desatando, assim, as algemas do mal que nós mesmos forjamos em detrimento de nossas almas, há que buscar o bem, senti-lo, mentalizá-lo e plasmá-lo com todos os potenciais de realização ao nosso alcance.
Para começar, precisaremos separar o criminoso da criminalidade, como o lavrador que estabelece diferença entre o verme e a plantação, para abolir o domínio do primeiro e enriquecer a utilidade da segunda. E assim como o trabalhador rural extingue a praga, salvando a lavoura, é necessário que o nosso entendimento improvise meios de auxiliar o companheiro que caiu sob o guante da delinqüência, sem alentá-la.
Apequenar-se para ajudar, sem perder altura, é assegurar a melhoria de todos, acentuando a própria sublimação.
Entretanto, só o culto infatigável do entendimento pode garantir-nos o equilíbrio indispensável no serviço de autoburilamento em que devemos empenhar os nossos melhores sonhos, de vez que apenas o amor puro é capaz de criar em nossa mente a energia da luz divina, a expandir-se de nós em reflexos de protetora renovação.

Pensamento e Vida – Chico Xavier e Emmanuel
 

Não Censures

NÃO CENSURES


Não censures.
Onde o mal apareça, retifiquemos amando, empreendendo semelhante trabalho a partir de nós mesmos.
O cirurgião ampara o corpo enfermo, empregando atenção e carinho, com bisturis adequados.
O artista afeiçoa a pedra ao próprio sonho, aformoseando-lhe a estrutura com paciência e vagar.
* * *
Ninguém desfaz a treva sem luz.
* * *
E reconhecendo-se que a luz nasce da força que se desgasta, em louvor da cooperação e do benefício, o amor procede do coração que se entrega ao trabalho para compreender e auxiliar.
* * *
Quando estiveres a ponto de desanimar ante os empeços do mundo, de espírito inclinado à acusação e à amargura, lembra-te de Deus cuja presença fulge nas faixas mais simples da Natureza.
A Divina Sabedoria apóia a semente para que germine, propiciando-lhe recursos imprescindíveis à existência; nutre-lhe os rebentos, doando-lhes condições precisas para que se desenvolvam, e, convertida a planta em árvore benfeitora, assegura-lhe a seiva e aguarda-lhe ocasião justa para a colheita dos frutos que enriquecerá o celeiro.
Em toda a parte da Terra, surpreendemos a esperança de Deus, em função ativa, seja na pedra que se erguerá em utilidade, no carvão que se fará diamante, no espinheiral que se metamorfoseará em ninho de flores, na gleba inculta que se transfigurará em jardim.
* * *
Deus opera com tempo igual para todos.
E a própria Sabedoria Divina nos auxilia a todos indistintamente, agindo, criando, renovando e sublimando com apoio nas horas; sempre que nos vejamos defrontados por dificuldades e incompreensões, saibamos servir com paciência e aprenderemos que, à frente dos problemas da vida, sejam eles quais forem, não existem razões para que venhamos a esmorecer ou desesperar.

Rumo Certo - Chico Xavier e Emmanuel

12 de mar de 2013

Vida Feliz - Liçao 36



Assume, contigo próprio, o propósito 
de desincumbir-te bem de
todos os teus compromissos com
ordem e sem pressa.
Quem valoriza o que faz dá-lhe
beleza e sentido, melhor
realizando-o.
Todo serviço é nobre, por mais
insignificante seja considerado ou
por mais humilde se apresente.
0 Universo e o verme, tão 
diferentes e antagônicos, 
sâo importantes na criação divina.
Realiza cada tarefa com respeito 
e prazerosamente.

Vida Feliz / Divaldo Franco e Joanna de Ângelis

11 de mar de 2013

A Luz do Criador

PRECE A LUZ DO CRIADOR

Pai Divino e Soberano, nós aqui nos colocamos como reais dependentes, buscando em nosso interior a forma de expressar tamanha gratidão por Vós.
Agraciados somos nós pela oportunidade de nos encontrarmos novamente para caminhar na Seara da reparação e serventia ao próximo.
Pai nos dê a humildade para nos elevarmos, a resignação para não mais nos revoltarmos e a prudência para não mais errar.
Que sejamos fieis a Vós e Vossos preceitos e sigamos os ensinos de nosso Amado Mestre Jesus.
Que em nossos corações a semente da justiça, possa crescer robusta
para assim agirmos sempre corretamente para com o próximo e não mais nos deixar levar pelo sentimento de orgulho.
Senhor que em nós reluza o Vosso Divino Amor e possamos senti-lo
mesmo na mais densa e escura neblina do medo e aflição.
Senhor bendito somos nós por tê-lo vivo em nossa essência com tamanha intensidade, nos alegrando e transmitindo a força necessária para seguirmos confiantes nesta jornada de desenvolvimento espiritual.
Que tenhamos a sabedoria para que nos momentos de provação possamos compreender a real necessidade para nossa melhoria e evolução.
Que a paz e a união se perpetuem por toda a nossa existência e se gradue a todos por onde passarmos.

(Aquiles Cunha)

A Dádiva do Amor Divino 
Autores: Espíritos Diversos
Psicografia: Alessandro Micussi Simões

 

8 de mar de 2013

Socorro e Concurso

SOCORRO E CONCURSO

“Quantos pães tendes?” – Jesus.
(Marcos, 8:5.)

Observemos que o Senhor, diante da multidão faminta, não pergunta aos companheiros: -" de quantos pães necessitamos?" mas, sim, "quantos pães tendes?".
A passagem denota a precaução de Jesus no sentido de alertar as discípulos para a necessidade de algo apresentar a Providência Divina como base para o socorro que suplicamos.
Em verdade, o Mestre conseguiu alimentar milhares de pessoas, mas não prescindiu das migalhas que os apóstolos lhe ofereciam.
O ensinamento é precioso para a nossa experiência de oração. Não vale rogar as concessões do Céu, alongando mãos vazias, com palavras brilhantes e comoventes, mas sim pedir a proteção de que carecemos, apresentando, em nosso favor, as possibilidades ainda que diminutas de nosso esforço próprio.
Não adianta solicitar as bênçãos do pão imobilizando os braços no gelo da preguiça, como é de todo Impróprio rogar aos talentos do amor, calcinando o coração no fogo do ódio.
Decerto, o Senhor operara maravilhas, no amparo a todos aqueles que te partilham a marcha...
Dispensará socorro aos que amas, transformará o quadro social em que te situas e exaltará o templo doméstico em que respiras...
Contudo, para isso, e necessário lhe ofereças os recursos que já conseguiste amontoar em ti mesmo para a extensão do progresso e para a vitória do bem.
Não te esqueças, pois, de que no auxilio aos outros não prescindirá o Senhor do auxilio, pequenino embora, que deve encontrar em ti.

Palavras de Vida Eterna  – Chico Xavier e Emmanuel
 

SUGESTÃO

SUGESTÃO

Comenta-se o fenômeno da sugestão mental, qual se fora privativo de gabinetes magnéticos específicos, mobilizando-se hipnotizadores e hipnotizados, à conta de taumaturgos.
Grasset, o eminente neurologista da escola de Montpellier, chega a classificar as sugestões em duas categorias: — as intra-hipnóticas, que se efetuam no curso do sono provocado, e as pós-hipnóticas, que se realizam além do despertar.
Entretanto, a sugestão é acontecimento de toda hora, na vida de todos os seres, com base na reflexão mental permanente.
Dela se apropriou com mais empenho a magia, que, significando o governo das forças ocultas, tem sido, antes de tudo, o clima de todas as cerimônias religiosas na Terra, cerimônias essas em que se conjugam as forças de poderosas mentes encarnadas e desencarnadas, gerando sucessos que impressionam a mente popular, disciplinando-lhe os impulsos.
Força mental pura e simples, carreando a idéia por imagem viva, a sugestão, como a eletricidade, o explosivo, o vapor e a desintegração atômica, não é boa nem má, dependendo os seus efeitos da aplicação que se lhe confere. Temo-la, assim, não apenas no altar da oração e nos simbolos sagrados do serviço religioso, aconselhando a virtude e o progresso ao coração do povo, mas também nos espetáculos deprimentes dos ritos bárbaros e na demagogia de arrastamento, ressumando o psiquismo inferior que inspira a licenciosidade e a rebelião.
Nossas emoções, pensamentos e atos são elementos dinâmicos de indução.
Todos exteriorizamos a energia mental, configurando as formas sutis com que influenciamos o próximo, e todos somos afetados por essas mesmas formas, nascidas nos cérebros alheios.
Cada atitude de nossa existência polariza forças naqueles que se nos afinam com o modo de ser, impelindo-os à imitação consciente ou inconsciente.
É que o princípio de repercussão nos comanda a atividade em todos os passos da vida.
A escola é um lar de iniciação para as almas que começam as lides do burilamento intelectual, constituindo, simultaneamente, um centro de reflexos condicionados para milhões de espíritos que reencarnam para readquirir pelo alfabeto o trabalho das próprias conquistas na esfera da inteligência.
Com o auxílio dos múltiplos instrutores que nos guiam da cátedra e da tribuna, pelo livro e pela imprensa, retomamos no mundo a nossa realidade psíquica, determinada pela soma de nossas aquisições emocionais e culturais no passado, com a possibilidade de mais ampla educação da vontade para o devido ajustamento à Vida Superior.
Somos hoje, deste modo, herdeiros positivos dos reflexos de nossas experiências de ontem, com recursos de alterar-lhes a direção para a verdadeira felicidade.
Auxiliando a outrem, sugerimos o auxilio em nosso favor. Suportando com humildade as vicissitudes da senda regenerativa, instilamos paciência e solidariedade, para conosco, em todos aqueles que nos rodeiam.
Ajudando, ajudamo-nos.
Desservindo, desservimo-nos.
Por intermédio da sugestão espontânea, plantamos os reflexos de nossa individualidade, colhendo-lhes os efeitos nas individualidades alheias, como semeamos e obtemos no mundo o cânhamo e o trigo, a cenoura e a batata.
Somos, assim, responsáveis pela nossa ligação com as forças construtivas do bem ou com as forças perturbadoras do mal.

Pensamento e Vida – Chico Xavier e Emmanuel

ATUALIDADE E NÓS

ATUALIDADE E NÓS

Contemplarás o mundo, sob o impacto do progresso, observando que no bojo da tempestade surge a presença do trabalho renovador.
Enquanto a ventania da transformação assopra furiosamente sobre a nave terrestre, alterando-lhe os rumos, guardarás lealdade à fé no Supremo Poder que lhe assinala os destinos.
Muitos viajores - nossos irmãos - amedrontados diante da tormenta, perguntam por Deus, ao passo que outros se rendem à descrença, tentando aniquilar o tempo na embriaguez dos sentidos, como se o tempo pudesse acabar; outros se recolhem à tristeza e ao desânimo, desistindo da luta construtiva a que foram chamados e outros muitos ainda derivam para a fuga, acelerando os próprios passos, na direção da morte, qual se a morte não fosse própria vida em si.
A nenhum deles reprovarás.
* * *
Cada um de nós vive nas dimensões do entendimento em que se nos caracteriza o modo de ser e, na altura da visão espiritual a que a Luz da Verdade já te guindou, podes ser a compreensão de todos e o apoio fraternal para cada um.
* * *
Reconhecerás que a universidade habilita o raciocínio para as glórias do cérebro, mas tão somente a escola da vida prepara o sentimento para as conquistas do coração.
Por isso mesmo, honorificarás a ciência, sem menosprezo à consciência: estimarás a liberdade sem descurar da disciplina; entesourarás conhecimento, cultivando bondade; e situar-te-ás nas frentes da cultura, socorrendo, porém, quanto possível, as retaguardas do sofrimento.
Serás, enfim, o companheiro fiel do Cristo, a quem aceitamos por Mestre, e, na certeza de que Ele, o Senhor, está conosco hoje tanto quanto esteve ontem e tanto quanto está agora e estará para sempre, marcharemos juntos, a ouvir-Lhe, em qualquer circunstância, o apelo inesquecível: “amai-vos uns aos outros como eu Vos amei”.

Rumo Certo - Chico Xavier e Emmanuel

Vida Feliz - Liçao 35



Reserva algum período do teu tempo 
ao serviço sem remuneração à caridade fraternal, à ação
em favor da comunidade.
A "hora vazia" é sempre espaço mental perigoso.
 Oferece-a ao teu próximo, a alguma Sociedade
ou Agremiação que se dedique à benemerência, 
à construção de vidas.
Pequenas ajudas produzem os milagres das grandes realizações.
Jamais te escuses a este mister de ajuda desinteressada,
 não retribuída.
Há muita aflição esperando socorro e compreensão.

Vida Feliz / Divaldo Franco e Joanna de Ângelis

Prece: A Tarefa Divina

PRECE A TAREFA DIVINA

Senhor Nosso Deus, fazei de nós trabalhadores fieis aos ensinamentos do amado Mestre Jesus, onde possamos trilhar o caminho da Caridade, buscando amparar com dedicação e amor imaculado.
Que sempre tenhamos nossas mãos estendidas para auxiliar o necessitado, pelo caminho da redenção.
Que em nosso Ser, se faça viva a esperança e a Fé.
Que a perfeição seja alcançada através de humildade pura.
Que mesmo aflitos, possamos seguir perseverantes e com passos firmes rumo ao nosso desenvolvimento espiritual, com a certeza da Providencia Divina atuante em nós.
Que nesse novo dia que fulge, a confiança de novas oportunidades de aprendizado se faça presente em nossas vidas.
Que aproveitemos esse momento para buscar melhorar nossa conduta e nossos pensamentos.
Que possamos servir, mesmo quando nosso corpo físico se sentir exaurido pelas provações da vida, pois sabemos que a dor de uma batalha se torna reconfortante com a conquista obtida através da perseverança no afeto e na beneficência.
 
(Antônio Carlos Gonzaga)
A Dádiva do Amor Divino 
Autores: Espíritos Diversos
Psicografia: Alessandro Micussi Simões

2 de mar de 2013

Vida e Posse


VIDA E POSSE
"Não é a vida mais que o alimento ?" – Jesus –
(Mateus, 6:25.)


Aconselha-te com a prudência para que teu passo não ceda à loucura.
Há milhares de pessoas que efetuam a ramagem carnal, amontoando posses exteriores, à gana de ilusória evidência.
Senhoreiam terras que não cultivam.
Acumulam ouro sem proveito.
Guardam larga cópia de vestimenta sem qualquer utilidade.
Retém grandes arcas de pão que os vermes devoram.
Disputam remunerações e vantagens de que não necessitam.
E imobilizam-se no medo ou no tédio, no capricho maligno ou nas doenças imaginárias, até que a morte lhes reclama a devolução do próprio corpo.
Não olvides, assim, a tua condição de usufrutuário do mundo, e aprende a conservar no próprio íntimo os valores da grande vida.
Vale-te dos bens passageiros para estender o bem eterno.
Aproveita os obstáculos para incorporar a riqueza da experiência.
Não retenhas recursos externos de que não careças.
Não desprezes lição alguma.
Começa a luta de cada dia, com o deslumbramento de quem observa a beleza pela primeira vez e agradece a paz da noite como quem se despede do mundo para transferir-se de residência.
Ama pela glória de amar.
Serve sem prender-te.
Lembra-te de que amanhã restituirás à vida o que a vida te emprestou, em nome de DEUS, e que os tesouros de teu espírito serão apenas aqueles que houveres amealhado em ti próprio, no campo da educação e das boas obras.
                                   Palavras de Vida Eterna  – Chico Xavier e Emmanuel

1 de mar de 2013

Associação


ASSOCIAÇÃO

Se o homem pudesse contemplar com os próprios olhos as correntes de pensamento, reconheceria, de pronto, que todos vivemos em regime de comunhão, segundo os princípios da afinidade.
A associação mora em todas as coisas, preside a todos os acontecimentos e comanda a existência de todos os seres.
Demócrito, o sábio grego que viveu na Terra muito antes do Cristo, assevera que “os átomos, invisíveis ao olhar humano, agrupam-se à feição dos pombos, à cata de comida, formando assim os corpos que conhecemos”.
Começamos agora a penetrar a essência do microcosmo e, de alguma sorte, podemos simbolizar, por enquanto, no átomo entregue à nossa perquirição, um sistema solar em miniatura, no qual o núcleo desempenha a função de centro vital e os eletróns a de planetas em movimento gravitativo.
No plano da Vida Maior, vemos os sóis carregando os mundos na imensidade, em virtude da interação eletromagnética das forças universais.
Assim também na vida comum, a alma entra em ressonância com as
correntes mentais em que respiram as almas que se lhe assemelham.
Assimilamos os pensamentos daqueles que pensam como pensamos.
É que sentindo, mentalizando, falando ou agindo, sintonizamo-nos com as emoções e idéias de todas as pessoas, encarnadas ou desencarnadas, da nossa faixa de simpatia.
Estamos invariavelmente atraindo ou repelindo recursos mentais que se agregam aos nossos, fortificando-nos para o bem ou para o mal, segundo a direção que escolhemos.
Em qualquer providência e em qualquer Opinião, somos sempre a soma de muitos.
Expressamos milhares de criaturas e milhares de criaturas nos expressam.
O desejo é a alavanca de fosso sentimento, gerando a energia que consumimos, segundo a nossa vontade.
Quando nos detemos nos defeitos e faltas dos Outros, o espelho de nossa mente reflete-os, de imediato, como que absorvendo as imagens deprimentes de que se constituem, Pondo-se nossa imaginação a digerir essa espécie de alimento, que mais tarde se incorpora aos tecidos Sutis de nossa alma. Com o decurso do tempo nossa alma não raro passa a exprimir, pelo seu veículo de manifestação o que assimilara fazendo-o seja pelo corpo carnal, entre os homens, seja pelo corpo espiritual de que nos servimos, depois da morte.
É por esta razão que geralmente os censores do procedimento alheio acabam praticando as mesmas ações que condenam no próximo, por enquanto, interessados em descer às minúcias do mal, absorvem-lhe inconscientemente as emanações, surpreendendo-se, um dia, dominados pelas forças que o representam.
Toda a brecha de sombra em nossa personalidade retrata a sombra maior.
Qual o pequenino foco infeccioso que, abandonado a si mesmo, pode converter-se dentro de algumas horas no bolo pestífero de imensas proporções, a maledicência pode precipitar-nos no vício, tanto quanto a cólera sistemática nos arrasta, muita vez, aos labirintos da loucura ou às trevas do crime.
Pensando, conversando ou trabalhando, a força de nossas idéias, palavras e atos alcança, de momento, um potencial tantas vezes maior quantas sejam as pessoas encarnadas ou não que concordem conosco, potencial esse que tende a aumentar indefinidamente, impondo-nos, de retorno, as conseqüências de nossas próprias iniciativas.
Estejamos, assim, procurando incessantemente o bem, ajudando, aprendendo, servindo, desculpando e amando, porque, nessa atitude, refletiremos os cultivadores da luz, resolvendo, com segurança o nosso problema de companhia.

Pensamento e Vida – Chico Xavier e Emmanuel

Seguidores

Google+ Followers

Países que nos visitam

Países que nos visitam

Recomendo este Blogger

Vídeos do Grupo Musical Cativar - GMC

Caros amigos, o Grupo Musical Cativar compartilha com vocês sua primeira postagem no youtube com a nova formação: Guitarra - Roberto, Contra-baixo - Amaro, Violão - Jeronimo, Percursões - Olavo e Robério e vocal - Lilia.
Espero que gostem e prestigiem, pois é cativante

Cantando o teu natal

O Homem integral

Passos na Areia